sexta-feira, 26 de outubro de 2012

Milton Nascimento - Lágrima do Sul

Em homenagem ao aniversário deste que é um dos grandes da nossa música brasileira, vai aqui um clipe lindo de uma das músicas dele que mais gosto.



Reviver tudo o que sofreu
Porto de desesperança e lágrima
Dor de solidão
Reza pra teus orixás
Guarda o toque do tambor
Pra saudar tua beleza
Na volta da razão
Pele negra, quente e meiga
Teu corpo e o suor
Para a dança da alegria
E mil asas pra voar
Que haverão de vir um dia
E que chegue já, não demore, não
Hora de humanidade, de acordar
Continente e mais
A canção segue a pedir por ti

África, berço de meus pais
Ouço a voz de seu lamento
De multidão
Grade e escravidão
A vergonha dia a dia
E o vento do teu sul
É semente de outra história
Que já se repetiu
A aurora que esperamos
E o homem não sentiu
Que o fim dessa maldade
É o gás que gera o caos
É a marca da loucura

África, em nome de deus
Cala a boca desse mundo
E caminha, até nunca mais
A canção segue a torcer por nós
África tudo o que sofreu
Porto de desesperança e lágrima
Dor de solidão,
Reza pra teus orixás
Guarda o toque do tambor
Pra saudar tua beleza
Na volta da razão
Pele negra, quente e meiga
Teu corpo e o suor
Para a dança da alegria
E mil asas pra voar
Que haverão de vir um dia
E África, em nome de deus
Cala a boca desse mundo
E caminha, até nunca mais
A canção segue a torcer por nós

Composição: Marco Antonio Guimarães e Milton Nascimento

4 comentários:

  1. Olá Paula!!!
    A quanto tempo não nos "lemos", hein!!! Então...milton é o máximo...rapsodo, poeta único aquele que guarda a força da palavra que instaura mundo a palavra "Aléthea"......abraços sonoros pra ti!!!

    ResponderExcluir
  2. Oi Celso! Que bom te rever por aqui!
    Grande abraço!

    ResponderExcluir
  3. ... sumida! volte a escrever! :) beijo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. é que têm me faltado as palavras! rs
      beijo!

      Excluir

Atire por esta janela suas impressões sobre este post. Sinta-se à vontade para defenestrar o que quiser: elogio, reclamação, dúvida, angústia, sugestão...
Só não vale usar de má educação. O respeito deve vir em primeiro lugar!