terça-feira, 18 de julho de 2017

Dançar com palavras


Tirolesa na serra de São Pedro/SP


Eu queria saber dançar com as palavras
Tiraria algumas delas para dançar agora
E numa ciranda eu teceria coreografias
Que contariam
Do amor e da dor de se viver

domingo, 28 de maio de 2017

Cansaço

Vista da Pedra do Baú - São Bento do Sapucaí/SP, junho/2015

Não é algo que aconteceu de repente, é algo que vem acontecendo de forma contínua, progredindo aos poucos e culminando num cansaço terrível. Cansaço de quê? De ver que praticamente tudo permanece sempre igual, numa mesmice chata, que varia na forma às vezes, mas que é sempre a mesma mesmice. As pessoas, os lugares, as palavras, os sons, tudo. Não existem culpados, não existem salvadores, não há antídoto, nem há prevenção. Acho que faz parte da vida. A gente simplesmente começa a ver que as coisas não vão mudar, a menos que a gente mude.